Para você, cacheada!

16359227_382436235466365_1989873720_n

 

Antes mesmo dos cachos serem moda, antes mesmo do termo “cacheada” existir, antes mesmo dos crespos serem sinônimos de orgulho e beleza natural, eu já havia assumido o meu cabelo do jeito que ele é. Eu era apenas uma criança, quase adolescente, mas já havia aceitado o fato de que meu cabelo jamais seria como os das moças da novela ou das minhas amigas de escola.

Naquela época, não existia esses vários produtos para cabelos cacheados que existem hoje, o máximo que tinha era a tal de babosa, que por algum motivo cujo o qual não me recordo, me recusava a passar no cabelo, mas mesmo assim eu sonhava com cachinhos arrumadinhos, brilhantes, soltos ao vento e, principalmente, eu sonhava com mais meninas com o cabelo igual ao meu.

Aí, o tempo foi passando, chegou a era dos blogs, YouTube, e consequentemente surgiram lindas moças com incríveis cachos dando dicas de como finalmente alcançar o sonho de se ter um cabelo tão lindo quanto os delas, e isso foi muito legal e importante, porque em pouco tempo a cabeça da mulherada, literalmente, passou por uma revolução. Só que nem todas souberam aproveitar esse grande momento.

Ano passado eu fui a um evento a céu aberto e meus olhos foram bombardeados pela quantidade de mulheres que assumiram o seu cabelo. Era um mar de cachos perfeitos. De repente, começou a chover, e rapidamente uma correria de meninas, cacheadas e lisas, se formou. Elas iam de um lado para o outro, com a mão no cabelo, procurando um abrigo para se esconderem daquela chuva que ameaçava estragar os seus fios. E aquela cena me fez lembrar de um vídeo que eu assisti, lá nos primórdios, quando assumir o seu cabelo natural ainda era um tabu. Nesse vídeo a menina citava os benefícios de se ter o cabelo natural, e ela disse uma coisa que eu me identifiquei na hora: “Você pode sentir a chuva!”.

Sabe aquela sensação boa de sentir a chuva escorrendo no rosto? Assumir o seu cabelo natural te permitiria ter esse momento, se você quisesse, já que não estaria preocupada em estragar a chapinha que demorou horas para ser feita. Mas as “assumidas” daquela evento não estavam curtindo a chuva.

Antigamente, as meninas se escondiam para não estragarem a chapinha, hoje, essas mesmas meninas se escondem para não estragarem a fitagem e todas os outros processos feitos exclusivamente para cabelos cacheados, que levaram um tempão para fazerem.

A grande diferença entre o ‘assumir o seu cabelo’ de antigamente e o de hoje, é que naquela época o objetivo era se ter uma liberdade e hoje a impressão que tenho, muitas vezes, é que entramos numa ditadura onde você é obrigada a ter cachos sempre perfeitos. É tipo assim, você pode sim assumir o seu cabelo, desde que ele se comporte.

Em uma dessas festas de final de ano que passamos em família, me encontrei com uma prima distante, tão distante que eu nem sabia que existia, e ela olhou para o meu cabelo e disse: “Seu cabelo é lindo, mas prefiro a chapinha, porque cuidar de cabelo como o seu dá muito trabalho”. Eu pensei em responder, de um jeitinho talvez não tão educado, mas aí eu me recordei que eu havia perdido a manhã inteira, e parte da tarde, daquele dia arrumando meu cabelo. Também me lembrei que naquela mesma viagem eu fiz o meu pai parar o carro em várias paradas na estrada para eu ir ao banheiro só para me olhar no espelho e ver se meus cachos ainda estavam no lugar, e naquele mesmo ano eu obriguei a minha mãe a fechar a janela da frente do carro, mesmo estando calor, só pra evitar que o vento batesse em meus cachos e deixassem frizz.

Foi aí que eu entendi que o conceito de assumir o seu cabelo natural estava sendo, de certa forma, distorcido. OMG, o “sentir a chuva” estava se perdendo!

Não há nada de errado em ter cachos bonitos, mas entendam que se o seu cacho não quiser se comportar dentro dos ‘novos’ padrões da sociedade, não tem problema! Afinal você o assumiu para que ele tivesse a liberdade de ser o que ele é. E se ele for rebelde, deixa ele quieto!

Parem, só parem, com essa neura de achar que seu cabelo só é bonito se ele só for daquele tal jeito. Você não se livrou de um padrão de beleza, para ser enfurnar em outro. Não sei se vocês perceberam, mas hoje é moda ter cabelos cacheados, e vocês bem sabem que toda moda passa. Quando essa moda passar, você vai ter forças e consciência o suficiente para continuar com todo esse amor pelo natural? Se a industria de cosméticos regredir e a babosa voltar a ser a única solução, você ainda seria uma assumida?

Deixo aqui registrado que não sou contra a nenhum processo químico, tratamentos, cachos perfeitos, ou qualquer outra coisa que envolva cabelo. Só não me entra na cabeça as desculpas arranjadas para deixar que eles escravizem.

Não percam mais tempo se olhando inúmeras vezes no espelho! Não fechem a janela! Dancem na chuva!

Me digam, onde foi parar aquela nossa liberdade?

Instagram: @marianavicentte / Facebook: MaVi Vicente / Fan Page: Flicka-Beleza Relativa

Anúncios

6 comentários em “Para você, cacheada!

  1. Oi Mari, gostei muito do que você escreveu. E concordo quando cita que temos que nos aceitar como somos, no meu caso digamos que tenha demorado a assumir minhas molinhas, ainda que singelas, mas não por conta de vergonha, e sim por conta da praticidade da chapinha. Mas agora não me vejo alisada nunca mais! Temos que aceitar o que nos é dado, eu sempre digo que todo cabelo é bonito do jeito que tem que ser. Enfim, muito bom o post. Parabéns! Bjs.

  2. Olá, Mari. Adorei o texto e concordo totalmente, não devemos virar refens dos nossos cabelos. Claro que quando lavo, fujo da janela aberta do carro, mas tenho como meta de vida “nunca deixar de me divertir por causa do meu cabelo”. Acho que o cabelo pode ate estar o mais lindo do mundo, mas nada supera a beleza da felicidade de ser livre.

    1. Oiie Mih… Que bom que você gostou e entendeu o que eu quis passar com o texto… Fico feliz por você botar a felicidade de ser livre em primeiro lugar ^^
      Beijos 😘

Comenta? Comenta, comenta?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s